Amen Corner: “Estamos em um nível elevado como Vulcano, Mystifier e Sarcófago”

Post feito por Reynaldo Trombini

Amen Corner: “Estamos em um nível elevado como Vulcano, Mystifier e Sarcófago”

Eles carregam nada menos que 20 anos na estrada e tornaram-se referência no Metal brasileiro com um Black Metal imponente e autêntico. O Heavy Metal Online conversou com o vocalista Sucoth Benoth para falar sobre o recente disco “”Christ Worldwide Corporation””, lançado em 2015 via Cogumelo Records.

Heavy Metal Online – A banda veio de uma época aonde o Black Metal ainda caminhava a passos curtos no Brasil, com poucos representantes de peso. Quais as lembranças dos primórdios da banda em um subgênero polêmico e muito autêntico como o Black Metal?

Sucoth – Nesta época quando Amen Corner começou não tinha muito as divisões de gênero do metal, tocávamos com bandas de Thrash e Death. Os estilos eram misturados. Com o tempo o Amen Corner foi se destacando devido a autenticidade de nossa música e começamos a escolher melhor com quem iríamos tocar.

Heavy Metal Online – Após 20 anos como enxergam a trajetória e contribuição do Amen Corner para o Metal brasileiro? Em qual patamar vocês se enquadram em meio a nossas bandas?

Sucoth – Eu vejo o Amen Corner fazendo uma música extrema e autêntica até os dias de hoje e em constante crescimento e amadurecimento. Acho que estamos em um nível elevado como Vulcano, Mystifier e Sarcófago que, apesar de terem parado, ainda é uma das bandas mais cultuadas e respeitadas. Eu vejo o Amen Corner dessa maneira!

Heavy Metal Online – O recente disco “Christ Worldwide Corporation” é um trabalho que reuniu vasto material de vídeo, canções inéditas, um clipe e um documentário. Certamente estamos falando de um dos grandes trabalhos dedicados ao Black Metal realizados no Brasil. Vocês concordam? Quais os objetivos pretendem alcançar com ele?

Sucoth – A intenção foi registrar não somente em áudio, mas também em vídeo a nossa trajetória, mostrando a nossa luta pelo Black Metal e explicando como eram as coisas na época, as dificuldades etc. situações, que muitos atualmente desconhecem. Nosso objetivo com o lançamento de “Christ Worldwide Corporation” foi mostrar tudo isso agregado a músicas novas e, é claro , divulgá-lo bastante.

Heavy Metal Online – Ainda sobre os vídeos do material, temos apresentações da banda em diversas localidades brasileiras em épocas que variam entre a década de 90 e 2011. Há propósito, esses registros são todos de propriedade da banda ou fãs colaboraram para o projeto?

Sucoth – Muitos desses shows foram fãs que colaboraram enviando-nos vídeos da época, alguns nós tínhamos guardados, estamos coletando muitos outros shows antigos para um próximo DVD.

Heavy Metal Online – A arte gráfica do último registro é de causar impacto e suas letras falam de religião, dentre outros temas polêmicos. Fale-nos com mais detalhes sobre escolha dos temas abordados em “Christ Worldwide Corporation”.

Sucoth – Um ataque as instituições religiosas cristãs espalhadas pelo mundo todo e que tem como figura central o Jesus Cristo como salvador. É uma máquina de angariar dinheiro e enriquecimento ilícito. As igrejas e seus representantes atacam tudo a sua volta, culpam aos demônios e a Satanás pela pobreza e desgraça humana e para que as pessoas consigam alcançar algo melhor por exemplo, arrumar um emprego e curar uma doença, elas devem ir na igreja e dar dinheiro.

“Black Metal não é paz e amor, sempre fomos muito discriminados”

É uma patifaria, uma roubalheira sem fim, uma lavagem cerebral e acredito que o governo deveria fechar todas as igrejas e proibir seus cultos. Pois são todos uns charlatães, lobos em pele de cordeiro.

Heavy Metal Online – O Amen Corner levanta com orgulho a bandeira do Black Metal desde os primórdios e sempre foi firme em sua ideologia. Seria o Black Metal, em sua visão, o subgênero mais polêmico, autêntico e “cultuado” dentro do Metal em geral?

Sucoth – O Black Metal é polêmico para quem não acredita em Lúcifer. É claro que se você chega de manhã no seu trabalho e fala: ‘Obrigado, Lúcifer te abençoe’, já vai criar uma polêmica. Musicalmente, é uma música normal, mas a temática sempre gera e sempre gerou polêmica.

Heavy Metal Online – Em 2014 o músico João Kombi, da banda de grindcore Test, teve seus instrumentos quebrados e alega ter sido agredido por fãs e músicos de Black Metal que saíam do show da banda Amazarak festival Extreme Hate. Como você vê hoje essa “rincha” muitas vezes vista no Metal? Qual o posicionamento do Amen Corner sobre esse tema e acontecimento específico?

Sucoth – Tretas sempre rolaram, sempre vão rolar, faz parte do cenário. Black Metal não é paz e amor, sempre fomos (Black Metal) muito discriminados até mesmo entre os seguidores do Metal. Lembro do João Gordo tirando sarro do Black Metal na MTV, tudo isso fica guardado na memória e uma hora explode!

Heavy Metal Online – Agradecemos a atenção! Deixe seu recado e fale-nos sobre os planos para 2015. Valeu!

Sucoth – Obrigado pela entrevista, nós agradecemos aos nossos fiéis seguidores que continuam firmes nas batalhas diárias. Esse será um ano de vitórias e conquistas para todos nós, teremos o ‘Lachol Ve Tehilá’ e o ‘Christ Worldwide Corporation’ em versão (Simples somente CD) relançados pela Cogumelo e fechamos uma parceria com um grande selo para o relançamento do ‘Darken in Quir Haresete’ que contará com Bônus track, além de muitos shows pelo Brasil todo que estamos agendando. Aguardem! Hail Satan. Ave Lúcifer.

Site oficial: www.amencorner.org

Assista o clipe da faixa ‘Leviathan Deestroyer’:

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top