Chaos Synopsis – Seasons of Red (2015)

Post feito por Leandro Vianna

Fazer Metal no Brasil não é das tarefas mais fáceis, já que os sacrifícios necessários e as dificuldades encontradas são muitas, ainda mais nos dias de hoje, onde os downloads ilegais imperam e gravadoras não investem mais em novos nomes.

O lado positivo disso e que, como boa parte das bandas hoje é independente, isso acaba por dar uma maior liberdade artística às mesmas. Seasons of Red, terceiro álbum de estúdio do Chaos Synopsis, se encaixa bem nesse modelo, já que está sendo lançado após uma campanha de financiamento coletivo.

Aliás, essa é uma modalidade que vêm crescendo cada vez mais no meio do Metal e a meu ver, vem se mostrando a alternativa mais viável para as bandas no futuro, já que não só as aproximam mais dos fãs como também eliminam atravessadores e dá as mesmas total controle sobre todo o processo de gravação e comercialização de seu produto (no caso, a música).

Bem, aos que participaram da campanha de financiamento coletivo, só posso dizer que o dinheiro de vocês foi muito bem investido, já os que não participaram, perderam uma chance de ouro que adquirir um material de primeira a preço justo e unido a alguns outros benefícios.

Seasons of Red é o terceiro trabalho do quarteto paulista e vêm para suceder o ótimo Art Of Killing (13). Assim como este, possui um conceito bem interessante que permeia todo o álbum, pois através de episódios marcantes da história da humanidade, como o Santo Ofício e a Revolução Bolchevique ou conquistadores e ditadores famosos, como Attila o Huno, Pizarro, Idi Amin ou Nero, trabalham temas como violência, religião, opressão e afins.

Aliás, palmas aqui para Jairo (baixo/vocal) e JP (guitarra), que fizeram um excelente trabalho no que tange a parte lírica. Mas de nada adiantaria possuir ótimas letras se a parte musical não correspondesse à mesma altura. E bem, o que dizer, ela corresponde e muito.

Mesclando um Thrash Metal na melhor escola Bay Area com um Death Metal tradicionalíssimo, Jairo (Vocal/Baixo), JP (Guitarra), Luiz Ferrari (Guitarra) e Friggi MadBeats (Bateria) fazem um som curto, grosso, agressivo e intenso, simplesmente impiedoso com os ouvidos que atravessarem seu caminho.

Art Of Killing foi um ótimo trabalho, mas apesar disso padecia um pouco no quesito variedade, algo que já não ocorre mais em Seasons of Red. Por mais que seja veloz e bruto, existem algumas partes mais cadenciadas e alguns elementos que ajudam a dar uma variada no som da banda.

Essa maior diversificação veio acompanhada de mais maturidade e técnica, tornando esse um álbum ainda mais matador. Essa maior riqueza musical pode ser observada, por exemplo, em algumas passagens com influência de música oriental presentes em “Gods Upon Mankind” (Egito e os Faraós) e “The Scourge of God” (Attila), que acabam criando climas interessantes.

Sem brincadeira e por mais clichê que possa parecer, a tarefa de destacar algumas músicas aqui se mostra uma missão para lá de ingrata, já que o nível é realmente alto. Além das duas já citadas acima, indicaria como maiores destaques “Burn Like Hell” (Tribunal do Santo Ofício), “Red Terror” (Bolcheviques), “Brace New Gold” (Pizarro e o Império Inca), “State Of Blood” (Idi Amin, ditador de Uganda) e “Like a Thousand Suns” (Nero e os Cristãos).

A produção ficou a cargo do baterista Friggi MadBeats e a masterização feita por Neto Grous, enquanto Fabiano Penna (Rebaellium, Nephast) foi o engenheiro de som. Aqui mais um sinal de evolução com relação ao trabalho anterior, pois apresenta uma qualidade superior.

Já a capa foi obra do talentoso Rafael Tavares. Dando um importante passo a frente em sua carreira, o Chaos Synopsis executa um verdadeiro massacre sonoro com sua musica raivosa e carregada de energia. Sabe aquele cd que vai ter fazer bater cabeça até não sobrar mais pescoço? Então, o nome dele é Seasons of Red. Um dos melhores lançamentos de 2015.

Chaos Synopsis – Seasons of Red (2015)
(Rock Clube Live/Black Legion Productions/Caatinga Sattiva Records/Lab6 Music – Nacional)

01. Burn Like Hell
02. Gods Upon Mankind
03. The Scourge of God
04. Red Terror
05. Brave New Gold
06. Incident 228
07. State of Blood
08. Like a Thousand Suns
09. Four Corners of the World

Ouça a faixa ‘The Scourge of God’:

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top