Witching Altar – Ride with the Devil

Post feito por Reynaldo Trombini

E digamos que a banda se dá muito bem na proposta que se baseia! Ao todo são nove faixas, sendo sete autorais e dois covers. Tudo em “Ride with the Devil” é rodeado de instrumental pesado, notas graves e “arrastadas” e momentos que trazem ótima forma de seus músicos e referências ligadas a grandes referências do Doom tradicionalista.

Riffs “à lá” Black Sabbath são encontrados em todos os momentos e se destacam em boas faixas como ‘Tower of the Black Wizard’, na versátil e roqueira ‘Son of the Devil’ – que presenteia os ouvintes com ótimos solos, por sua vez!

A identidade sonora da banda é homogênea e faz de outras opções como ‘Everything Dies’ e ‘Dopesmoke’ um verdadeiro “culto” ao Doom Metal tradicional. As guitarras distorcidas e sombrias se revezam com linhas de vocais instigantes e atraentes para o resultado final do registro.

A cereja do bolo se dá com ‘Cromwell’, dos finlandeses do Reverend Bizarre, e de Living Back Wards, dos americanos do Saint Vitus. Ambos são referências mundiais no Doom Metal, com décadas de história e discografia recheada. Boas escolhas!

“Ride with the Devil” é, de fato, uma excelente opção quem está ligado em tudo o que rola no Doom Metal brasileiro. Há quem diga que existem poucos trabalhos com qualidade desse estilo no Brasil e o Witching Altar vem para quebrar esse paradigma. Você concorda?

Witching Altar – Ride with the Devil
Tower of the Black Wizard
The Price We Pay
Son of the Devil
Her Embrace
Unbreakable Witchcraft
Everything Dies
Dopesmoke
Cromwel (Reverend Bizarre cover)
Living Back Wards (Saint Vitus cover)

Ouça a faixa ‘Dopesmoke’:

 

Manaus: A FORÇA QUE VEM DO NORTE

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

Por que o METALLICA é tão grande ?

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top