Woslom – A Near Life Experience

Post feito por Leandro Vianna

Time To Rise (10), debut do paulistano Woslom, foi uma bela estréia. Já Evolustruction (13), seu trabalho seguinte, mostrou uma evolução natural que deixou o que era muito bom melhor ainda. Sendo assim, a expectativa por A Near Life Experience era imensa. Conseguiriam manter o altíssimo nível apresentado até então?

Passariam pelo desafio do 3º álbum, aquele que separa as crianças dos adultos e que já sepultou a carreira de muitas bandas no meio do Metal? Pois bem, aqui está a resposta.

Uma característica que sempre me chamou a atenção de forma positiva no Woslom é a capacidade que possuem de soarem Old School, com uma sonoridade totalmente calcada na Bay Area, mas com uma pegada moderna e que remete às bandas atuais. Esse é um diferencial que, sem dúvida, os coloca muito à frente da concorrência, já que as bandas que surgem na atualidade optam por uma ou outra característica dessas.

A influência do Megadeth na sonoridade dos paulistanos sempre foi inegável, mas inegável também é que a cada lançamento isso vai se fazendo menos perceptível, já que ecos de outros nomes da mesma geração, como Metallica, Slayer e principalmente, Exodus e Testament se fazem cada vez mais presentes.

Algo de Iron Maiden e de NWOBHM pode ser percebido, nos momentos em que guitarras gêmeas surgem. Dessa mistura, surge uma sonoridade própria, um som com a cara do Woslom, algo que hoje em dia poucas bandas de Thrash podem se gabar de possuir, seja no Brasil ou no mundo (ao menos quando falamos da nova geração do estilo).

Os vocais de Silvano Aguilera se destacam e continuam soando como aquela mescla muito legal de Dave Mustaine com Chuck Billy, ao mesmo tempo em que ele faz uma dupla matadora com Rafael Iak nas guitarras. A qualidade dos riffs aqui presentes é de deixar qualquer um de queixo caído e em sua maioria, grudam na cabeça do ouvinte, fora os belíssimos solos aqui presentes. Já Andre Mellado (Baixo) e Fernando Oster (Bateria) formam uma parte rítmica destruidora, esbanjando técnica, variedade, peso e intensidade.

Os refrães também chamam muito a atenção, já que parecem forjados com supercola, pois grudam na cabeça de tal forma que você dificilmente os irá esquecer depois.

Outro aspecto que me chamou a atenção é que o Woslom está soando ainda mais pesado e agressivo em A Near Life Experience, com energia transbordando por todos os lados. Sua música também se mostra mais variada, equilibrando muito bem as passagens mais velozes com momentos mais cadenciados. A coisa aqui está em um nível que fica realmente difícil destacar faixas sem sentir aquela sensação de estar sendo injusto.

Depois de muito matutar, optei por apontar como minhas preferidas “Underworld of Aggression”, onde Mellado e Oster destroem tudo, a moedora de pescoços “A Near Life Experience”, a enérgica “Lapses of Sin”, “Unleash Your Violence”, “Lords of War”, melhor faixa do álbum e “Thrasher’s Return”, cover do Bywar, onde conseguiram impor a personalidade da banda.

A produção ficou a cargo da própria banda, tendo a mixagem sido feita por Danilo Poazzani (Acustica Studio) e a mixagem por Neto Grous (Absolute Master). O resultado é excelente, mantendo a clareza dos instrumentos sem retirar o peso e a agressividade da música do Woslom.

Já a capa foi feita por Mario Lopez, concebida sobre idéia de Mellado e Aguilera e bem, digamos que ela está no melhor estilo Somewhere In Time, cheia de pequenos detalhes escondidos e que remetem ao quarteto, além de remeter diretamente aos trabalhos oitentistas de Thrash Metal.

O Woslom passou com todos os louvores no teste do terceiro álbum, consolidando de uma vez por todas seu nome entre as principais bandas do cenário nacional. Quase 3 anos atrás, encerrei a resenha de Evolustruction afirmando que haviam soltado o álbum que o Megadeth deveria ter lançado naquele ano (convenhamos, Super Collider foi abaixo das expectativas) e por uma dessas coincidências, novamente ambas estão com novos trabalhos em 2016.

E bem, podem me achincalhar, mas ouso dizer que por mais que Dystopia seja uma belíssimo trabalho, à altura da história dos americanos, A Near Life Experience consegue ser ainda mais empolgante.

Pois é, mais uma vez o aluno superou o mestre. Candidato a melhor álbum de Thrash de 2016.

Woslom – A Near Life Experience (2016)
(Shinigami Records – Nacional)

01. Underworld of Aggression
02. A Near Life Experience
03. Brokenbones
04. Lapses of Sin
05. Redemption
06. Unleash Your Violence
07. Lords of War
08. Total Speed Thrash
09. Thrasher’s Return (Bônus Track)

Tag:

Manaus: A FORÇA QUE VEM DO NORTE

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

Por que o METALLICA é tão grande ?

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top