Orquestra mineira de Rock: apresentação memorável marcou retorno aos palcos em BH

Post feito por Reynaldo Trombini

Imagine mais de dez grandes músicos se revezando em uma Orquestra dedicada ao Rock n’ Roll reunindo talento, criatividade e estrutura de primeira qualidade.

Imaginou? Pois bem, essa é a renomada Orquestra mineira de Rock, composta por membros das tradicionais bandas mineiras Cálix, Somba e Cartoon. A trupe marcou o seu retorno aos palcos no último 04/06 em Belo Horizonte e pôs fim em um hiato de mais de uma década sem se apresentar – a última apresentação reuniu mais de 15 mil pessoas em 2003, também na capital mineira.

Músicos da banda Cálix, Somba e Cartoon se revezaram durante todo o show

Para este retorno especial foi montada uma estrutura de primeira qualidade no charmoso Sesc Palladium, tradicional teatro que contou com sua lotação máxima para a festa. Bastou a entrada dos músicos para que todos pudessem se divertir e apreciar um espetáculo de alto nível, robusto, impactante e realizado com todo o capricho necessário para um evento com esse know-how.

Para o set foram escolhidas faixas de todas as épocas das três bandas, além de covers de alguns dos maiores grupos da história da música pesada, como Queen e Beatles, por exemplo. Tudo foi “rolando” com frequentes revezamentos entre todos os músicos e constantes agradecimentos por parte deles, mesclando duetos, com participações empolgantes da plateia e trechos com violões, guitarras duplicadas, flautas, versos à capela, baixos triplicados, sintetizadores e até duas baterias simultâneas.

A dançante ‘Down on the Road’, uma das mais recentes faixas do Cartoon, foi cantada pela maioria que ainda acompanhou atenta a balada ‘Ventos de Outono’, hit autoral do Cálix. Ainda incrementou o set a faixa, ‘Floydiana’, homenagem a Marco Antônio Araújo, representativo músico mineiro do final da década de 70/80, que se dedicava ao trabalho instrumental. A canção faz parte do seu do segundo disco, “Quando a sorte te solta um cisne na noite” (1982). Estes foram apenas alguns destaques de um set com mais de 15 opções.

Público lotou o teatro Sesc Palladium para acompanhar o espetáculo

A clássica ‘Somebody to Love’, do Queen, foi um dos covers escolhidos para a reta final do evento. A canção reuniu todos os músicos em coro uníssono e provou o poderio da Orquestra Mineira de Rock, originalmente criada em 1999. Ao todo foram aproximadamente duas horas de espetáculo, mesclando covers com hit’s autorais e performances categóricas de todos do line-up, sem nenhuma exceção!

Todos os presentes estiveram diante de uma verdadeira obra-prima dedicada à música. Um evento que além de marcar o “renascimento” da Orquestra mineira de Rock provou que dedicação, entrosamento, talento e organização podem render frutos incomparáveis quando andam juntos. Melhor ainda quando o Rock está no meio desse bolo, concorda? Missão “pra lá” de cumprida!

Texto: Reynaldo Trombini
Fotos: Vitor Maciel – www.vitormaciel.com.br

13321636_1101278243228295_402783174122774602_n

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top