Orquestra mineira de Rock: apresentação memorável marcou retorno aos palcos em BH

By: Reynaldo Trombini

Imagine mais de dez grandes músicos se revezando em uma Orquestra dedicada ao Rock n’ Roll reunindo talento, criatividade e estrutura de primeira qualidade.

Imaginou? Pois bem, essa é a renomada Orquestra mineira de Rock, composta por membros das tradicionais bandas mineiras Cálix, Somba e Cartoon. A trupe marcou o seu retorno aos palcos no último 04/06 em Belo Horizonte e pôs fim em um hiato de mais de uma década sem se apresentar – a última apresentação reuniu mais de 15 mil pessoas em 2003, também na capital mineira.

Músicos da banda Cálix, Somba e Cartoon se revezaram durante todo o show

Para este retorno especial foi montada uma estrutura de primeira qualidade no charmoso Sesc Palladium, tradicional teatro que contou com sua lotação máxima para a festa. Bastou a entrada dos músicos para que todos pudessem se divertir e apreciar um espetáculo de alto nível, robusto, impactante e realizado com todo o capricho necessário para um evento com esse know-how.

Para o set foram escolhidas faixas de todas as épocas das três bandas, além de covers de alguns dos maiores grupos da história da música pesada, como Queen e Beatles, por exemplo. Tudo foi “rolando” com frequentes revezamentos entre todos os músicos e constantes agradecimentos por parte deles, mesclando duetos, com participações empolgantes da plateia e trechos com violões, guitarras duplicadas, flautas, versos à capela, baixos triplicados, sintetizadores e até duas baterias simultâneas.

A dançante ‘Down on the Road’, uma das mais recentes faixas do Cartoon, foi cantada pela maioria que ainda acompanhou atenta a balada ‘Ventos de Outono’, hit autoral do Cálix. Ainda incrementou o set a faixa, ‘Floydiana’, homenagem a Marco Antônio Araújo, representativo músico mineiro do final da década de 70/80, que se dedicava ao trabalho instrumental. A canção faz parte do seu do segundo disco, “Quando a sorte te solta um cisne na noite” (1982). Estes foram apenas alguns destaques de um set com mais de 15 opções.

Público lotou o teatro Sesc Palladium para acompanhar o espetáculo

A clássica ‘Somebody to Love’, do Queen, foi um dos covers escolhidos para a reta final do evento. A canção reuniu todos os músicos em coro uníssono e provou o poderio da Orquestra Mineira de Rock, originalmente criada em 1999. Ao todo foram aproximadamente duas horas de espetáculo, mesclando covers com hit’s autorais e performances categóricas de todos do line-up, sem nenhuma exceção!

Todos os presentes estiveram diante de uma verdadeira obra-prima dedicada à música. Um evento que além de marcar o “renascimento” da Orquestra mineira de Rock provou que dedicação, entrosamento, talento e organização podem render frutos incomparáveis quando andam juntos. Melhor ainda quando o Rock está no meio desse bolo, concorda? Missão “pra lá” de cumprida!

Texto: Reynaldo Trombini
Fotos: Vitor Maciel – www.vitormaciel.com.br

13321636_1101278243228295_402783174122774602_n

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top