Wolfpire: clima de mistério rodeia clipe “Shadows”

By: Reynaldo Trombini

O terror gótico, aquele dos antigos filmes da década de 1930, encanta os amantes do rock de todas as vertentes. Do horror punk do Misfits passando pelas guitarras estilizadas de Kirk Hammett (Metallica), Drácula, Criatura de Frankenstein e Lobisomem, entre outros monstros famosos, são figuras recorrentes há décadas no estilo. Por isso, um nome que resulta da mistura de lobo com vampiro poderia ser visto, em um primeiro momento, como parte da identidade de uma banda gótica.

Porém, a origem do grupo paulistano de hard rock Wolfpire está em personagens híbridos, temas recorrentes também nos filmes atuais de sucesso. Assim, “Shadows”, o primeiro videoclipe extraído do álbum de estreia, “Naughty and Hungry”, lançado em 24 de novembro pela ONErpm e, de forma independente, no formato físico em CD, traz o personagem central expressando a liberdade após viver com a sensação de ter sido explorado em um relacionamento conturbado. “A música é enérgica e as principais influências são Ratt, Winger, Tyketto, TNT, Dokken e Europe”, revela o guitarrista Luiz Casadio.

Veja o clipe de “Shadows”:

Segundo o dicionário informal, a expressão ‘wolfpire’ estaria sendo usada por estudantes de algumas regiões como gíria para apelidar mulheres muito bonitas de um determinado grupo – “aquela garota é muito linda, não é desse mundo, ela só pode ser uma Wolfpire!”.

“Cada música carrega uma característica e penso que essa variedade fará o ouvinte passear por diferentes climas e ambientes”, analisa Casadio, que gravou e mixou o trabalho em seu próprio estúdio, Casadio Studio (SP). Já a masterização foi realizada por Pablo Coitino, na empresa Binaulab.

Apesar de apresentar uma personagem, “Naughty and Hungry” não é um trabalho conceitual e apenas algumas faixas tratam do tema. “A música que introduz a personagem Wolfpire é a que dá nome à banda, colocando o ouvinte dentro de um ambiente que mistura terror e sensualidade.

A letra revela suas características: uma mulher sensual que, na realidade, é um misto de vampira e lobo, e se utiliza da sensualidade para atrair as vítimas e se alimentar”, explica Casadio. “O clima é até mais próximo do gótico e a faixa ‘Spiders’ reforça a tendência, mas nós praticamos hard rock inspirado na década de 80, mesmo”, conclui.

 

Fonte: ASE Press

Tag:

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top