Claustrofobia: Daniel Bonfogo deixa a banda após 23 anos por motivos particulares

Post feito por Reynaldo Trombini

Um dos maiores nomes do Metal brasileiro, o Claustrofobia, anuncia que o baixista Daniel Bonfogo decidiu se desligar da banda por motivos pessoais.

O músico que esteve a frente do grupo por 23 anos e gravou os discos Claustrofobia (2000),Thrasher (2002), Fulminant (2005), I See Red (2009), Peste (2011), Download Hatred (2016) e também o próximo EP gravado nos Estados Unidos que será lançado em breve. O baixista sai da banda de forma amigável e ambos os lados desejando sucesso no seguir de suas carreiras.

Os irmãos Marcus (Vocal/Guitarra) e Caio D’Angelo (Bateria) expressaram em nota aberta seus agradecimentos pelos anos de trabalhos prestados ao Claustrofobia ao amigo Daniel Bonfogo, e confirmam que já possuem um novo baixista que ainda não foi revelado:

Em todos esses anos sempre fomos 100% independentes, o que torna as coisas muito mais difíceis, portanto entre erros e acertos sempre mantivemos postura firme para com a banda e sua sobrevivência, fazendo o que tem que ser feito, priorizando e visando sempre o melhor para banda e para nossos fãs, portanto temos planos ousados os quais o Daniel não se sentiu confortável para seguir, o que é totalmente justificável e temos que respeitar, pois depois de tantos anos de luta vamos ficando mais velhos e cheio de responsabilidades que as vezes não temos condições de negligenciar, com certeza não foi uma decisão fácil visto que ele sacrificou muita coisa conosco, para nós também não foi fácil, pois estamos no melhor momento da nossa carreira ainda inspirados e com muitas oportunidades promissoras pela frente, as quais vamos continuar a honrar e buscar.

Daniel é considerado um irmão que esteve dentro da nossa família desde que éramos crianças, e assim será.

Gostaríamos de agradecer publicamente ao Daniel por todo tempo dedicado e todos os momentos que passamos juntos, que sem dúvidas nos fizeram amadurecer como profissionais, pessoas e amigos, desejamos toda sorte e felicidade do mundo em seus próximos projetos e em sua carreira.

Agradecemos também a todos os aliados por toda resistência junto a nós nesses anos todos de luta.

Aos nossos fãs que são o que nos movem e temos muito respeito, agradecemos de coração pelo suporte sem fim nessa nossa trajetória e também gostaríamos de dizer que já temos um substituto à altura e que todos os compromissos e planos continuam intactos, bem como a turnê Brasileira em Julho, estamos acertando os últimos detalhes e nos próximos dias anunciaremos quem assumirá o baixo nas próximas missões do Claustro, o qual superou as expectativas.

Nosso compromisso e seriedade com o Claustro e o Metal estão longe de cessar fogo e vocês podem esperar sempre pelo nosso melhor, é isso ou nada”.

O agora ex-baixista do Claustrofobia, Daniel Bonfogo, também registrou o quanto foi difícil essa decisão e deseja sucesso aos músicos e irmãos de banda Marcus e Caio:

A todos os interessados, amigos e principalmente aos fãs, gostaria de comunicar com imensa tristeza, o meu desligamento da banda Claustrofobia. Por questões particulares, foi a decisão mais difícil da minha vida até então, mas não poderei acompanhá-los nessa nova jornada que está por vir. Sem brigas ou arrependimentos de ter feito parte de tudo por quase 25 anos, eu dediquei e vivi os melhores anos da minha vida fazendo o que mais amo que é tocar, cair na estrada, ver no rosto de cada um a expressão de estar curtindo a música e fazendo a história do Claustro. Isso não tem preço. Cada nota e cada música tocada nunca foi em vão. Tudo que aprendi, passando por todos os momentos e fases da banda sendo elas boas ou ruins, tocar ao lado de caras que considero como irmãos e uns dos maiores talentos do metal mundial, tudo continuará gravado em minha alma e no meu coração. Desejo força e sorte nessa caminhada que muitas vezes é injusta pela tamanha batalha e dedicação que é depositada.

Gostaria também de deixar claro que o Daniel Bonfogo “Baixista” ainda está na ativa como sempre. Não tenho o que falar nada sobre o meu futuro agora, mas sou movido a música. Também tenho meu estúdio e continuo com gravações e produções paralelamente.

Meu sincero e eterno agradecimento a minha família, Deborah Gallo, Família D´Angelo, Bruno D´Angelo, Família Lege, Família MENG, Carlos Henrique Eigenheer, Ivan Goetschi, Kaiowas Filmes, Claustruth Offcial Fan Club aos irmãos e guerreiros que sempre caíram na estrada com a banda lado a lado (vocês sabem quem são), meus importantes endorsers, aos fãs que nos ajudaram a construir essa máquina e todos que direta ou indiretamente fizeram parte da minha história que ainda não acabou”.

Claustrofobia já possui um planejamento e várias novidades para o segundo semestre de 2018. Interessados em se manter sempre atualizados com todas as notícias da banda basta seguir e acompanhar as redes sociais do Claustro nos links abaixo.

Sites relacionados – Claustrofobia:

Site: http://www.claustrofobia.com.br/

 

Fonte: Roadie Metal

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top