PRETO NO METAL: exposição fotográfica do projeto será realizada na próxima semana

Post feito por Clinger Carlos

O projeto PRETO NO METAL será uma reunião de fotografias de músicos negros atuantes no cenário Heavy Metal no Rio Grande do Sul, que resultará em uma exposição de Artes Visuais e um documentário, retratando a realidade destes artistas em um contexto de ainda pouca apropriação étnica versus estilo musical. Historicamente, a música “pesada”, nesse projeto representada pelo estilo Heavy Metal, contou com poucos nomes de personalidades negras, tanto no Brasil quanto internacionalmente. Na região Sul do Brasil, essa representatividade é ainda menor, por ser uma região de colonização predominantemente europeia.

O objetivo principal do projeto é proporcionar ao negro uma forma de ter voz ativa no Heavy Metal e, assim, fomentar o seu ingresso nesse cenário, incentivando-o a ter uma carreira na música pesada, seja como músico instrumentista, vocalista ou ainda produtor musical. O projeto surgiu quando a fotógrafa Indy Lopes captou algumas imagens de um músico negro atuante no cenário da música underground em Porto Alegre para compor seu portfólio. Após o ensaio, juntamente com alguns amigos, surgiu a ideia de realizar um ensaio fotográfico somente com músicos negros atuantes na cena Heavy Metal e transformar este material em uma exposição de Artes Visuais. Essa simples sugestão, inicialmente despretensiosa, deu espaço para vários questionamentos quanto à participação dos negros nesse estilo musical e permitiu vislumbrar a criação de um projeto cultural com a intenção de enaltecer sua maior participação no mundo da música pesada, proporcionando reflexões e diálogos que levem à sua representatividade.

MISSÃO

Elucidar a realidade atual de baixa participação e adesão efetiva do negro no estilo musical Metal, gerando questionamentos na sociedade e criando ao final uma nova proposta cultural na qual o negro sinta-se completamente integrado e devidamente representado nesse estilo musical e na sociedade.

VISÃO

Ser um projeto sociocultural de referência para toda a sociedade no debate da questão da negritude, estilo musical Metal e sua inserção na atualidade, criando assim uma nova proposta cultural.

VALORES

Ações éticas, respeito às diferenças, responsabilidade social, questionamentos sem julgamentos, respeito a todos, dentro e fora do projeto.

OBJETIVOS

• Promover a discussão sobre a falta de representatividade do negro no Metal, discutindo com a sociedade os possíveis motivos desse cenário e questionando a atual realidade do envolvimento do negro no Metal.

• Realizar ações socioculturais para mostrar, questionar, discutir e mudar o atual cenário de baixa representatividade do negro no estilo musical Metal.

• Expor a falta de negros no meio do Metal, levantar essa discussão e incentivar mais negros a entrarem nesse espaço, através da representatividade.

• Propiciar que mais artistas negros sejam incentivados a começar uma carreira musical dentro do estilo Heavy Metal, sentindo-se mais representados.

Diante desta iniciativa e com estes objetivos definidos acima, um grupo de amigos profissionais das artes, como da Fotografia, Cinema, Publicidade, Produção Cultural e da Música, formaram o Coletivo L.I.V.R.E., que está dando voz ao projeto, elevando o questionamento desta falta de representatividade cultural e étnica no Metal. O projeto visa desmistificar o pensamento de muitas pessoas que insistem em apontar a distinção entre etnia, gênero ou condição social quando se trata da apropriação das Artes, especialmente no Heavy Metal, que é o mote deste projeto. O Projeto Preto no Metal tem como idealizadores e responsáveis Indy Lopes, Dênis Lapuente e Lohy Silveira.

A exposição do projeto PRETO NO METAL contará com um ensaio fotográfico com imagens captadas de músicos negros atuantes na cena Heavy Metal no Rio Grande do Sul. Será realizado também um bate papo com as pessoas envolvidas no projeto. Este material será exibido gratuitamente na próxima semana, nos dias 23 e 24 de outubro, na Casa Obscura (Rua Garibaldi, 776), em Porto Alegre/RS. Em ambas as datas, quarta e quinta-feira, a exposição estará aberta ao público a partir das 19h.

Confira mais detalhes no evento:

https://www.facebook.com/events/518838422242328/

Manaus: A FORÇA QUE VEM DO NORTE

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

Por que o METALLICA é tão grande ?

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top