CRUCIFICATOR: entrevista exclusiva para o Heavy Metal On Line.

Post feito por Clinger Carlos

O Heavy Metal On Line bateu um papo exclusivo com com a banda Crucificator, através do nosso parceiro Sangue Frio Produções e este bate papo pode ser conferido nesta matéria especial. Falando da atual situação mundial e de outros fatores relevantes a banda sempre firme em suas respostas destacou também o lançamento do teaser de “The last Continence”, lançado em março/2020.

Primeiramente gostaríamos que você nos contasse um pouco sobre a história da banda e a transição desde os seus primórdios até os dias de hoje. Também gostaríamos de saber por que você escolheu “Crucificator” como o nome para a banda?
R- Na época procurávamos um nome autêntico, algo q retratasse a agressividade e o odio que tentávamos expressar nas músicas. Não queríamos algo comum, daí criamos o nome. Esse nome simboliza a fúria assassina de uma história de guerras,não encontrada em livros, em línguas, em idiomas ou qualquer conceito material, encontramos nesse nome a identidade do Que viria a ser o brasão de nossas vidas. Somos o Crucificator, a nomenclatura de resistência de um tempo de honra.

Uma banda precisa, de uma identidade. Como criar a identidade de uma banda, sendo que no meio musical é normal a troca constante de componentes e nos anúncios encontramos a imagem dos vocalistas, guitarristas, bateristas, vinculada a imagem da banda?
R- Bem, eu acho que não existe uma fórmula de bolo pra uma banda ter uma identidade, creio que já nasce com ela tanto nas expressões dos rifes, letras vocais e principalmente em sua performance e atitude no que se quer abordar no estilo que se propõe a fazer.

Qual o processo de composição da banda? Existe alguém especificamente responsável pelas letras e/ou pelos arranjos ou cada um contribui livremente?
R- No processo de composição, a maioria dos trabalhos como, bases, rifs e arranjos ficam a cargo do Hategum (guitar), nas letras Mallignum (vocal) e também o Hategum , mas todos participam do processo e dão suas contribuições para que no final de cada trabalho a banda chegue em conformidade e  tenhamos um material uniforme, sonoramente agressivo e pesado para que possa chegar ao nosso objetivo e proposta.

Quais são suas principais influências atualmente? Vocês têm planos de experimentar novas sonoridades no futuro?
R- Atualmente temos várias influências do Death Metal, tanto as bandas antigas quanto as novas que compõem o cenário, cada uma na sua época que ergueram suas bandeiras e estão até os dias de hoje merecem nossos reverendos

Vamos falar sobre o álbum “Then Hatred Reborn At Dawn”, como está o processo de idealização, gravação e produção?
R- Já estava tudo engatilhado para Junho ou final de Junho, porém com a chegada dessa maldita pandemia tivemos alguns contra tempo quanto ao lançamento do álbum, mas os trabalhos continuam intensos e sem descansos para que a Glória seja alcançada final.

Qual tem sido a relação da banda com os fãs, de maneira geral? Existe alguma dificuldade de divulgação hoje em dia, ou as novas tecnologias e redes sociais facilitam a divulgação do trabalho do artista e o contato direto com os fãs?
R- Sem sombra de dúvidas as novas tecnologias de divulgação tem sido uma grande arma em favor do artista, tanto em divulgação de seus shows vídeos e trabalhos como na aproximação de seus fãs, me lembro que no início era tudo mais difícil, tanto pra compor, gravar, fazer shows e varias outras demandas, sem falar nas correspondências que levavam meses e até anos para terem uma resposta.

Quais são os planos futuros da banda? Quando podemos esperar algo novo da Crucificator?
R- Os planos futuros ficam pra uma outra oportunidade, pois nesse momento o foco maior está sendo o “ Then Hatred” mas o CRUCIFICATOR garante que em breve virão novidades e com elas novas linhas de guerra a serem lançadas.

Com a experiência no underground, quais são as lições aprendidas?
R- Tudo na vida é um aprendizado assim como no cenário metal, pois vivenciamos uma época bem mais difícil que as de hoje e afirmamos que, se vc tem um sonho ou um objetivo, nunca desista e derrame seu sangue até o final pois quando a Vitória chegar verá que tudo que fez não foi em vão, e se prender a coisas ultrapassadas para esconder seu potencial o retrocesso andará ao seu lado em quanto viver.

 

Crucificator, muito obrigado pela entrevista! Sinta-se à vontade para deixar algumas palavras para os fãs.
R- Nos é que agradecemos pelo espaço da entrevistas aqui nos dado e estaremos sempre a disposição para debatermos e respondermos os assuntos referente a cena ou a banda e para os fãs continuem aguardando pelo Novo trabalho pois garantimos que virá muito ódio em suas faixas.

Haillll

Assista o teaser “The last Continence” da banda:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Z_uNuTVX9II&w=560&h=315]

Manaus: A FORÇA QUE VEM DO NORTE

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

Por que o METALLICA é tão grande ?

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top