HAWAKE: Banda elege Roots, do Sepultura, como o mais importante da história.

Post feito por Clinger Carlos

O Heavy Metal On Line bateu um papo exclusivo com com o vocalista Rod da banda HAWAKE e este bate papo pode ser conferido nesta matéria especial. Falando da atual situação mundial e de outros fatores relevantes a banda, sempre firme em suas respostas, o vocalista destacou também o impacto do COVID-19 no cenário heavy metal atual.

HAWAKE é uma banda de Manaus-AM e conta também com os seguintes membros:

Miguel Pinheiro – (Teclado)
Fábio Botelho – (Guitarra)
João Almeida –  (Baixo)
Gabriel Menezes – (Bateria)

1. Sabemos que quase todas as bandas do cenário têm frequentes problemas com mudanças na formação, como foi o caso da Nervosa recentemente. Fale sobre os impactos de uma mudança na formação de uma banda e como está a formação da banda atualmente?
Rod: O impacto é sempre maior do público que está acostumado com a formação anterior ou como muitos falam da formação ” clássica “. Muitos fãs são conservadores e xiitas, não aceitam qualquer tipo de mudança e ainda mais se tratando de vocalista. Nós temos dois exemplos aqui no Brasil, que são Angra e Sepultura. Para o músico que substitui é com certeza uma pressão muito grande para superar as expectativas que banda deposita nele e que o público espera, ou seja, quem substitui é sempre quem leva mais pressão.

2. Como você enxerga os lançamentos feitos por bandas atualmente no quesito mídia? Quais são suas mídias favoritas atualmente quando você vai comprar um material de uma banda?
Rod: Existem duas formas de lançamento, física e digital, as duas opções são válidas, o lançamento digital é mais “prático ” e tem um alcance muito maior, o lançamento físico é algo mais nostálgico, para pessoas acima de 40 anos (risos). Mas é bom ter material físico em turnês, pois é uma renda extra que a banda consegue vendendo disco pelas cidades onde toca. A banda que quer um grande alcance deve obrigatoriamente estar aliada a todos os tipos de plataformas de lançamento.

Capa do primeiro álbum da banda, entitulado “Duality of Universe”

3. Se fosse para você escolher um álbum de metal do Brasil e classifica-lo como o mais importante para a nossa história, qual seria? Justifique ainda a importância deste álbum na sua opinião …
Rod: Essa pergunta gera polêmicas (risos). Bom, posso dizer que duas bandas são consideradas de extrema importância para o metal nacional: Sepultura e Sarcófago e olha que sou cantor do estilo Heavy Metal, deveria falar do Angra de primeira. Mas creio que o papel dessas duas bandas foi mais importante para divulgação do metal brasileiro para o mundo, pois as duas em especial o Sepultura desenvolveram um estilo e roupagem diferente para o metal. Sem enrolação agora (risos), o álbum “Roots” do Sepultura pode ser considerando um grande influenciador para música pesada, sua musicalidade e mescla com estilo musicais do Brasil fizeram deste álbum um referência de peso para o mundo inteiro.

4.Fale dos últimos lançamentos da banda e destaque o último dando detalhes do mesmo …

Rod: O último lançamento da banda foi o álbum “Duality Of The Universe”, gravado, mixado e masterizado no Fusão estúdios do produtor Thiago Bianchi, lançado em 2018 pela Alpha Mídia junto com a Tratore. Estamos em trabalho de gravação do próximo álbum que será gravado e produzido pelo estúdio Supersônico do produtor musical Beto Montrezo.

5. Quando você começou ouvir Heavy Metal qual veículo lhe mantinha informado? Alguma revista? Algum fanzine? Alguma rede social? Algum programa de TV? Cite quais e relembre aquele período e diga como eram os meios de comunicação do metal na época que vc começou a ouvir Heavy Metal …

Rod: A mídia que eu tinha quando comecei no heavy metal era minhas fitas cassetes, tinha uma coleção de fitas. As mais tocadas por mim na época era uma fita cassete do Mercyful Fate com In the Shadows, Sepultura com Arise e o Blind Guardian com – Imaginations From The Other Side. Escutava até embolar as fitas, depois rebobinava com famosa canetinha de novo (risos).

6. Com relação a atual situação com o COVID-19, na sua opinião, você acha que podemos ter mudanças de comportamento das pessoas nos shows de heavy metal no Brasil? Quais mudanças você acha que poderá acontecer?
Rod: Bom o mundo irá mudar ou já mudou drasticamente, creio que a internet será muita mais utilizada do que antes, inclusive em relação a apresentação de bandas usando o recursos das lives. Eu realmente espero que isso não vire algo comum e que voltemos ao que era antes.

7. Quais planos para o futuro, quais shows estão agendados ou ações estão sendo planejadas para os 12 próximos meses?
Rod: Bom eu faria um show Fortaleza pela primeira vez como artista solo, infelizmente esse ano isso não acontecerá. Estamos tentando nos adaptar aos recursos das lives e seguir com nossa agenda de gravação, vamos continuar pois a vontade de ouvir heavy metal não para.

MAIS INFORMAÇÕES:

Facebook: https://www.facebook.com/pg/hawake.band
Instagram: https://www.instagram.com/hawakeband/?hl=pt-br
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCDaU2STPUubI-0jZfkNOJLw

Assista a versão acústica de “feeling” feita por Rod & Miguel no canal da banda:

Manaus: A FORÇA QUE VEM DO NORTE

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

Por que o METALLICA é tão grande ?

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top