Dirty Glory: completa dez anos de carreira lançando álbum ‘Miss Behave’

Post feito por Clinger Carlos

Marcando dez anos de estrada, o quarteto de hard rock Dirty Glory, formado por Jimmi DG (vocal e guitarra), Reichhardt (guitarra e backing vocals), Vikki Sparkz (baixo e backing vocals) e Sas (bateria), lança seu segundo álbum, “Miss Behave“. O sucessor de “Mind the Gap” foi coproduzido e mixado por Henrique “Baboom” Canalle, com masterização a cargo de Alessandro Kbral. “Agradecemos a todos que apoiaram a banda durante os nossos dez anos de história e convidamos todos para continuarem conosco. Acreditamos muito em ‘Miss Behave’ e, felizmente, estamos sentindo que os fãs e a mídia especializada, que já ouviram, curtiram o álbum”, declarou o vocalista Jimmi DG.
O repertório abre com “Solid Brand” que, segundo Reichhardt, “não é uma música que se escuta só com os ouvidos, pois pega no corpo inteiro e ‘incomoda’, de um jeito gostoso”, diverte-se. “Ela fala sobre a juventude que se sente valorizada pela aprovação alheia, pela vaidade e sua popularidade na internet. Fala das nossas inseguranças que ninguém conhece, e que acontecem em segredo, dentro da nossa própria cabeça. Deixamos de viver a vida real buscando preencher o vazio com aprovação”, completou Jimmi DG.
Já “Out of Line”, o guitarrista descreve como “um hard rock clássico e pra cima, misturando hard com licks de blues, acordes abertos e uma energia muito David Lee Roth, com suingue e uma ‘intro’ de baixo que vem crescendo, conversando com uma guitarra slide e explode.”
No entanto, uma das surpresas é “60 Secons to Sunrise”, um synthwave com estrutura de hard rock, que também terá vídeo em breve. “Nós queríamos muito uma música synthwave no disco, algo inspirado naquelas trilhas dos anos 70 e 80. É nossa versão para esse estilo, pois tem riff, tem melodia, tem história…”, afirmou Reichhardt. “É uma simples história de um cara que não tem nada a perder e dirige em alta velocidade até o amanhecer. Movido à adrenalina, é uma ode aos videogames dos anos 80”, acrescentou Jimmi DG.
O álbum foi antecipado pelo single/clipe “Faded Mirrors”, que traz imagens de vários momentos da carreira do grupo. “Ela parte de um riff bem rock’n’roll, mas tem um feeling moderno, um refrão bem melódico e hard rock. Acredito que se o Def Leppard fosse formado hoje, teria um som parecido”, analisou o baixista Vikki Sparkz.

Veja o clipe de “Faded Mirrors”, editado por Jimmi DG, em https://youtu.be/XgjXxjDdrVM

Sobre o conceito lírico, o vocalista Jimmi DG explica que desde “Mind The Gap” prefere escrever sobre ideias e sentimentos a festas e rock’n’roll. “Também gosto de contar pequenas histórias sobre diversos cenários, alguns hipotéticos e totalmente fictícios, e outros bem pessoais. O álbum ‘Miss Behave’ é quase todo, de uma maneira ou outra, sobre se perder, se desconstruir, se encontrar, e se reconstruir”, explicou.

Confira o repertório de “Miss Behave”, que teve arte de capa a cargo de Jimmi DG:
01 – Solid Brand
02 – Faded Mirrors
03 – Out of Line
04 – Everybody Cares
05 – Fight the Fight
06 – 60 Secons to Sunrise
07 – The Maze
08 – Shy Away
09 – Sacred Hatred
10 – Blame It On Faith

Ouça nas plataformas de streaming em https://dirtyglory.hearnow.com/miss-behave

Spotify: https://bityli.com/fHjUo
Deezer: https://bityli.com/SlPYh

O QUE A MÍDIA VEM DIZENDO SOBRE “MISS BEHAVE”:

“‘Miss Behave’ tem potencial para se tornar um clássico do rard nock nacional” – Leandro Coppi (Revista Roadie Crew)

“Poderoso, excitante e viciante. É como ouvir rock pela primeira vez!” – Dane Taranha (Apresentadora 89 FM e TNT)

“Uma viagem aos anos 80, mas que ainda faz você se sentir em 2021. Nostálgico e moderno” – Marcel Costa, produtor e apresentador da rádio Kiss FM (Programa Autoral Brasil)

“O novo trabalho do Dirty Glory demonstra como o estilo deve ser: alto, melódico e viciante!” – Leandro Isoppo (Alma Hard)

“Não pode haver glória onde não há virtude. E onde há virtude de sobra, há o hard rock do Dirty Glory. Que som, meus amigos!” – Marcelo Vieira Music

“Hardzão RAIZ que não deve em nada para as bandas internacionais do gênero” – Márcio “Bobas” Brum – Programa Máquina do Tempo

“O que nasceu esbanjando potencial em ‘Mind the Gap’ ficou ainda melhor! Em ‘Miss Behave’, o Dirty Glory apresenta dez músicas cheias de riffs e refrãos irresistíveis, num hard rock que o mundo precisa conhecer. Agora.” – Daniel Dutra (Canal Resenhando, Revista Roadie Crew)

Sites relacionados:
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband

E-mail: contato@dirtyglory.com

Imprensa – ASE Music:
http://www.asepress.com.br/ | music@asepress.com.br

Manaus: A FORÇA QUE VEM DO NORTE

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

Por que o METALLICA é tão grande ?

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top