Jailor – “Cinquenta minutos de caos sonoro, muito vigor e atitude”

By: Reynaldo Trombini

O quinteto curitibano Jailor veio para esbanjar Thrash Metal em seu segundo disco de estúdio, o bastante comentado ‘Stats of Tragedy’, que contém nove petardos que variam desde o mais veloz ao mais caótico e brutal.

O trabalho, lançado em 2015, vai fazer muito headbanger bater cabeça do início ao fim, pois ao decorrer de faixas como ‘Human Unbeing’, ‘Stats of Tragedy’ e ‘Merciless Punishment’ os caras soam tradicionalistas e remetem a influências de medalhões como Kreator, Destruction e Slayer (principalmente!), dentre muitos outros.

A sonoridade agressiva e veloz que vemos por aqui passa pelos incansáveis riff’s e solos da dupla Daniel Hartkopf e Alessandro Guima. Os guitarristas flutuam entre bases ríspidas, ao melhor estilo oitentista do gênero, com solos técnicos e boa demonstração de virtuose, tudo na dosagem certa sem cansar o ouvinte!

Soma-se a isso uma bateria visceral, vigorosa e que cumpre bem o seu papel, trazendo peso a variações interessantes ao resultado final da sonoridade do Jailor. Basta acompanhar com atenção alguns dos petardos como ‘Jesus Crisis’ e ‘The Need of Perpetual Conflict’, por exemplo, para curtir pedais duplos e muito mais!
Nos microfones Flávio Wyrwa segue a linha comum do estilo, com urros e passagens que não trazem grandes invenções ou modernidades. Olhando pelo lado positivo da coisa, podemos concluir que esse fator colabora e muito para o som Old School praticado pelos caras!

Nove faixas, aproximadamente cinquenta minutos de caos sonoro, muito vigor e atitude de sobra. Assim é ‘Stats of Tragedy’, um disco e tanto quando o assunto é Thrash Metal direto, poderoso e sem frescuras! Que tal ir atrás do seu?

Jailor – Stats of Tragedy
1. G.O.D.
2. Human Unbeing
3. Stats of Tragedy
4. Throne of Devil
5. Merciless Punishment
6. Jesus Crisis
7. The Need of Perpetual Conflict
8. Ephemeral Property
9. Six Six Sickness

Confira a faixa ‘Stats of Tragedy’ executada no programa Tenda:

Tag:

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

EVOLUÇÃO NO HEAVY METAL

Back to Top