Com show apoteótico em BH, Bruce Dickinson divulga novo disco solo

Post feito por Reynaldo Trombini
Compartilhe este conteudo

A temporada de 24 começou agitada para os fãs do vocalista Bruce Dickinson, pois além de lançar seu mais recente disco “The Mandrake Project” e quebrar um jejum de quase duas décadas sem novos lançamentos da carreira solo – o último foi “Tyranny of Souls” (2005)- , o músico garantiu passagem no Brasil com nada menos que sete apresentações, sendo elas em Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto e São Paulo.

 

Setlist mesclou faixas do novo disco “The Mandrake Project” com clássicos da sua discografia

 

Logo em seus primeiros minutos com a abertura da conhecida ‘Accident of Birth’, do álbum de mesmo nome, já foi notório o quanto empolgante seria toda a apresentação. Bruce Dickinson esbanjou presença de palco e simpatia durante todo o show e trouxe a energia de um jovem, mesmo aos 65 anos de idade.

Ainda em clima de início de festa veio ‘Abduction’, de “Tyranny of Souls” (2005) e a pesada ‘Laughing in the Hiding Bush’, do álbum “Balls to Picasso” (1994). Ambas foram bastante ovacionadas pelo público, que ganhou versões extremamente primorosas, instrumentalmente falando. O primor técnico não é exclusividade apenas de Bruce Dickinson neste caso, o vocalista está acompanhado de uma banda “pra lá” de afiada e que mostrou entrosamento e técnica necessária para estar lado a lado com uma das maiores vozes do Metal mundial!

“The Mandrake Project”, mesmo que recém saído do forno, já está na ponta da língua de boa parte dos fãs, tanto que na trinca ‘Many doors to hell’, ‘Ressurection men’ e ‘Rain on the graves’ o publico acompanhou à risca suas principais passagens e trouxe ainda mais energia a apresentação.

 

Banda solo de Bruce Dickinson mostrou entrosamento e técnica afiada

 

Uma boa surpresa veio com o cover da instrumental ‘Frankenstein’, do The Edgar Winter Group, e trouxe mais de 5 minutos de um instrumental trabalhado e com nuances entre o Hard Rock, Blues e Jazz. Bruce Dickinson largou os microfones e aproveitou para auxiliar na percussão, trazendo um lado mais “experimental” e divertido no set list.

Dave Moreno (bateria) Mistheria (teclados), Tanya O’Callaghan (baixo), Philip Naslund (guitarra) e Chris Declercq (guitarra) também capricharam em um dos momentos mais esperados da noite, com a balada ‘Tears of the Dragon’, clássico amplamente conhecido da carreira de Bruce. O resultado todos já esperavam: público eufórico, banda afiada e Bruce Dickinson cantando em alto padrão um dos seus principais hit’s!

Já na reta final, após 1 hora e meia de show, Bruce revisitou outros clássicos e trouxe ‘Darkside of aquarius’, ‘Navigate the seas of the sun’, ‘Book of thel’, até fechar com a popular ‘The Tower’, do álbum “The Chemical Wedding” (1998). Antes do ato final, claro, Bruce não deixou de apresentar seus companheiros de banda e agradecer ao público presente.

 

Bruce Dickinson, aos 65 anos, esbanjou energia e vitalidade em cima do palco

 

Bruce Dickinson e sua turma transformaram a noite de 28/04, um domingo à noite, em um momento histórico para a capital mineira. O alto preço dos ingressos – que variavam entre R$300 e R$ 800 – talvez tenha sido um empecilho para uma casa mais povoada, entretanto, quem marcou presença ganhou motivos de sobra para sair com a satisfação garantida e ter o privilégio de estar frente a frente com um dos maiores artistas da música pesada global.

Bruce Dickinson, mesmo no avançar da idade, não poupou em proporcionar ao seu fiel público o que o consagrou durante décadas: música pesada bem feita, alto nível técnico, muito carisma e vitalidade de poucos!

Alguém por aí duvidava de algo diferente?

 

Set Bruce Dickinson em BH:

Accident of Birth – Accident of Birth (1997)

Abduction – Tyranny of Souls (2005)

Laughing in the hiding bush – Balls to Picasso (1994)

Afterglow of Ragnarok – The Mandrake Project (2024)

Chemical Wedding – The Chemical Wedding (1998)

Many doors to hell – The Mandrake Project (2024)

Ressurection men – The Mandrake Project (2024)

Rain on the graves – The Mandrake Project (2024)

Frankenstein – cover de The Edgar Winter Group

The Alchemist – The Chemical Wedding (1998)

Tears of the Dragon – Balls to Picasso (1994)

Darkside of aquarius – Accident of birth (1997)

Navigate the seas of the sun – Tyranny of Souls (2005)

Book of thel – The Chemical Wedding (1998)

The Tower – The Chemical Wedding (1998)

 

Texto: Reynaldo Trombini

Fotos: Leandro Oliveira –@leandro.oliveira.foto

COGUMELO RECORDS – 30 ANOS

O METAL RESGATANDO A NOSSA HISTÓRIA

O MAL QUE NOS FAZ !

Back to Top